Tudo o que você precisa saber sobre Gestão de Projetos

 

Antes de falarmos sobre projetos, gerente de projetos e o desenvolvimento da equipe para a execução, precisamos entender o que é a gestão de projetos. 

Portanto, aqui, irei lhe apresentar tudo o que você precisa saber sobre o tema e a importância de uma gestão de projetos dentro das organizações. 

Boa leitura! 

O que é uma gestão de projetos? 

A gestão de projetos é uma estrutura onde um projeto passa a ser planejado, executado e então monitorado e, por fim, controlado. 

Tudo o que você precisa saber sobre gestão de projetos

Nesse caso, se deve incluir: 

  • Elaboração e o detalhamento do escopo; 
  • Organização dos recursos; 
  • Recursos financeiros; 
  • Recursos materiais; 
  • Materiais do cronograma; 
  • Registro dos custos; 
  • Monitoramento dos riscos que estão ligados ao projeto, etc. 

Todas essas ações visam entregar um resultado que esteja adequado com os desejos e as necessidades previstas. 

Assim, é possível assegurar que o projeto seja conduzido corretamente, sem desvios e falhas ou, com a menor quantidade possível. 

Quais são os tipos de projetos que existem?

#1 – Projetos sociais: 

Um projeto social tem como foco principal conseguir melhorar a qualidade de vida das pessoas ou mesmo da comunidade que está envolvida. 

Tudo o que você precisa saber sobre gestão de projetos

Esse tipo de projeto começa a partir  da necessidade de transformar algo dentro da sociedade. 

Além do mais, as pessoas envolvidas acabam tendo um viés mais solidário, onde não se recebe nenhum tipo de remuneração. 

Alguns projetos sociais conhecidos são: 

  • Arrecadar roupas; 
  • Brinquedos; 
  • Projetos realizados por ONGs. 

Os projetos sociais estão inseridos dentro de um programa que tem metas para serem atingidas. 

Até que essas metas não sejam atendidas, o projeto deve continuar e ser adequado ao momento. 

#2 – Projetos culturais: 

Os projetos culturais tem como foco levar alguma manifestação artística para um grupo de pessoas. 

Como resultado, pode acontecer projetos como: 

  • Peças de teatro; 
  • Produção de filmes; 
  • Lançamento de livros; 
  • Restauração de museus. 

Realizar esse tipo de projeto nem sempre irá obter retornos financeiros. 

#3 – Projetos de pesquisa: 

Já quando falamos de um projeto de pesquisa, o pesquisador: 

  • Descreve o que ele deseja pesquisar; 
  • Quais são as suas intenções ao desenvolver essa pesquisa; 
  • Quanto tempo ele irá levar dentro desse projeto; 
  • Qual é o custo do projeto. 

Um projeto de pesquisa, pode ser, por exemplo, encontrar a cura do coronavírus. 

Dentro desse modelo de projeto, é fundamental definir qual é o orçamento e ter um limite de tempo que esteja explícito entre os envolvidos. 

Esses itens vão evitar que o projeto acabe levando muito tempo sem atingir os objetivos que estão propostos. 

#4 – Projetos empresariais: 

Já dentro de um projeto empresarial o objetivo é conseguir criar boas oportunidades, transformando um negócio ou mesmo estruturar uma nova ideia de empreender. 

Um exemplo bem simples são aquelas pessoas que desejam expandir a empresa para o comercio exterior. 

Antes de iniciar esse processo, será preciso fazer uma pesquisa de mercado, com um orçamento e estimativa de lucro. 

Assim, será preciso providenciar as questões burocráticas que envolvem essa expansão e, somente depois, mudar a empresa também para o exterior. 

#5 – Projetos pessoais: 

Os projetos pessoais ou como também é conhecido, projetos de vida, são aqueles projetos individuais que se baseiam nos seus objetivos, como por exemplo, concluir um curso ou mesmo comprar um apartamento. 

Antes de você decidir comprar um imóvel, você irá precisar se preparar para realizar esses investimentos, analisando sua condição financeira e estipular a data de mudança e, por fim, comprar o imóvel. 

Quais são os benefícios de implantar a gestão de projetos? 

 

#1 – Reduzir os custos: 

Conseguir gerenciar os custos, uma das maiores práticas da dentro da gestão de projetos, influencia e muito na montagem de um orçamento assertivo e equilibrado. 

Uma vez que o gestor do projeto tenha elaborado a base de custos, fica muito mais simples acompanhar o que está sendo feito no projeto. 

Além disso, o monitoramento irá ajudar a reduzir custos diante das oportunidades de negócios e aplicando os recursos no momento certo.  

#2 – Gestão de projetos – Otimização de tempo: 

Com uma boa gestão de projeto, lhe dá a chance de criar uma linha de base de cronograma muito mais adequada. 

Através desse importante instrumento, você consegue ter uma noção do tempo planejado e o que foi gasto, facilitando a comparação. 

Assim, o gerente de projetos, por exemplo, possui mais controle, já que ele entende qual momento os recursos devem ser alocados, evitando desperdícios de e otimizando os resultados. 

#3 – Resultados mais assertivos: 

Dentro da gestão de projetos é preciso dedicar um bom tempo para entender quais são as necessidades que precisam ser atendidas, além de detalhar o projeto e estabelecer processos que possam garantir a qualidade do produto. 

Com um planejamento e a rotina do controle dos projetos, não tenho dúvida que o resultado acaba sendo mais assertivo e se aproxima daquilo que o cliente pediu. 

#4 – Gestão dos projetos – Consegue controlar riscos: 

Outro ponto muito positivo em fazer uma gestão de projetos está na facilidade de conseguir controlar riscos. 

Por que isso acontece? 

Porque você consegue mapear as possíveis ameaças do projeto, identificando os indícios que elas estão em ação e como é possível minimizá-las dentro do projeto. 

Além do mais, você vai conseguir entender quais são os riscos positivos, encontrando então as oportunidades que podem gerar ganhos para o projeto. 

#5 – Maior engajamento entre os membros: 

Através das boas práticas de gestão de projetos, a sua equipe irá se sentir ainda mais motivada e engajada no projeto. 

Isso acontece porque as informações estarão sempre muito bem alinhadas com os envolvidos, gerando uma confiança maior e transparência nos resultados. 

Conseguir manter um bom planejamento para lidar com todas as partes envolvidas faz toda a diferença, já que possibilidade a comunicação e o diálogo. 

#6 – Gestão de projetos – Passa a cumprir prazos: 

Por mais incrível que seja um projeto, imprevistos podem acontecer e erros passam a ser naturais. 

Com um cronograma bem feito dentro da gestão de projetos, é possível acompanhar de maneira continua a produtividade, assim, fica fácil saber o que está acontecendo no projeto. 

Assim, você consegue observar um prazo que não está sendo cumprido ou orçamento estourado, fazendo com que a empresa possa se preparar, além de superar alguns problemas que podem acontecer. 

#7 – Melhora na tomada de decisões: 

Quando você acaba tomando uma decisão errada, o equilíbrio financeiro pode ficar em risco, não é mesmo? 

Um gerente de projetos precisa ter em mãos quais são as informações para se basear o projeto e aprimorar ainda mais a atuação da equipe. 

Através da gestão de projeto eficaz, a coleta de dados não será problema e pode acessar dados para o funcionamento da empresa de maneira simples e tomar as melhores decisões. 

#8 – Gestão de projetos – Controle sobre o ROI: 

Sabendo o quanto cada etapa irá custar no projeto, o gerente de projetos consegue: 

  • Controlar a lucratividade; 
  • Evitar algumas despesas; 
  • Antecipar receitas; 
  • Negociar preços com fornecedores. 

A empresa então passa a ter mais segurança sobre o lucro que o projeto irá gerar e assim, ter noção do ROI que ele irá gerar. 

  

Depois desse post, espero que você tenha tudo o que precisa para entender sobre a gestão de projetos e sua importância dentro das organizações. 

Caso tenha ficado alguma dúvida sobre o tema, deixe uma mensagem no espaço dos comentários para que  possamos lhe ajudar. 

Grande abraço e até o próximo post.