Novidades do Guia PMBOK® 6a Edição

O Guia PMBOK® chega a sua Sexta Edição!

Por que mudou?

O Guia PMBOK® é considerado um dos principais padrões de gerenciamento de projetos no mundo. A cada 4 ou 5 anos, ele é atualizado para refletir o estado da arte em melhores práticas de gerenciamento de projetos

História do Guia PMBOK®

Guia PMBOK® nasceu a partir de um White Paper publicado no Project Mangement Journal em 1987, considerando como um draft do Guia. A primeira edição foi publicada oficialmente em 1996.

Desde então, ocorreram atualizações em 2000 (2a edição), 2004 (3a edição), 2008 (4a edição) e 2013 (5a edição – atualmente em vigor).

O processo de atualização do Guia para a 6a edição iniciou-se em 2016, entrando em vigor no terceiro ou quarto trimestre de 2017 quando for publicado oficialmente.

A grande mudança na 5a edição foi a inclusão de uma nova área do conhecimento: Gerenciamento das Partes Interessas (Stakeholders).

O Guia PMBOK® 6a Edição

O Guia PMBOK® amadureceu ainda mais em termos de consistência, nomenclatura dos processos, entradas, saídas, ferramentas e técnicas, bem como o alinhamento com outras normas.

O que mais chama a atenção no Guia PMBOK® 6a Edição são as práticas ágeis, ênfase no conhecimento de negócios e requisitos.

Na minha opinião, essas mudanças seguem o curso adotado pelo Project Management Institute em construir uma abordagem holística de gestão. Observando as demais publicações do PMI, tais como Practice GuidesPulse of the Profession, é evidente que o gerenciamento de projetos possui interdependências com:

  • Estratégia Organizacional
  • Engenharia de Sistemas
  • Análise de Negócios
  • Práticas Ágeis

Inclusive, o novo padrão (The Standard for Business Analysis) e o atual Practice Guide for Business Analysis estão abertos para comentários até 28 de março de 2017 em pmi.org.

Existe um grupo envolvendo PMI – INCOSE – MIT, responsável pela publicação abaixo.

Outro aspecto interessante na 6a edição do Guia PMBOK® é o novo capítulo 3 sobre o Papel do Gerente de Projeto, reforçando o Triângulo de Talentos do PMI.

Resumo das Mudanças no Guia PMBOK® 6a Edição

  • Capítulos 1, 2 e 3 foram reescritos, incluindo a fusão dos Cap. 1 e 2 para inclusão do novo Capítulo 3 sobre o Papel do Gerente de Projeto.
  • Cada área do conhecimento possui seções introdutórias:
    • Conceitos-chave;
    • Tendências e práticas emergentes;
    • Considerações de adaptação (tailoring
    • Abordagens para Ambientes Ágeis, Iterativos e Adaptativos.

Ênfase cada vez maior em agilidade e adaptação.

  • Mudanças de Nome:
    • Gerenciamento de Tempo agora > Gerenciamento do Cronograma.
    • Gerenciamento de Recursos Humanos > Gerenciamento de Recursos.

Gerenciamento de recursos visto como algo mais amplo, assim como fazem os tradicionais software de gerenciamento de projetos.

  • Novos Processos:
    • Gerenciar o Conhecimento do Projeto (Cap. 4 – Integração)
    • Implementar Respostas aos Riscos (Cap. 11 – Riscos)
    • Controlar Recursos (Cap. 9 – Recursos)
  • Processos que mudaram de nome

  • Requisitos
    • O processo de coletar requisitos foi reforçado com as informações do Practice Guide for Business Analysis.
  • Valor Agregado
    • Foram incluídos conceitos da técnica “gerenciamento do cronograma agregado”, estendendo a abrangência da atual técnica de gerenciamento do valor agregado.
  • Alinhamento Estratégico e de Negócios
    • Caso de Negócios, Plano de Gerenciamento de Benefícios e medidas de sucesso do projeto foram ressaltados como documentos  que devem ser considerados na elaboração do plano de gerenciamento do projeto.

Já baixou seu livro gratuito do Microsoft Project 2016?

Quer saber mais? Acompanhe o Blog. Vou disponibilizar um livro digital sobre carreira e certificações em gerenciamento de projetos nas próximas semanas.