Maturidade em Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos

As empresas e organizações querem garantias de que seus projetos obterão êxito e de que serão realizados dentro dos parâmetros de custo, tempo e qualidade desejados e planejados, resultando em satisfação do cliente.

É exatamente isso que se pretende com a gerência de projetos: planejar, organizar, dirigir e controlar os esforços necessários, coordenando pessoas e recursos para atingir o resultado desejado dentro dos parâmetros propostos.

Gerenciamento de Projetos: é a aplicação de conhecimentos, habilidades e técnicas na elaboração de atividades relacionadas para atingir um conjunto de objetivos.

Maturidade em Gerenciamento de Projetos

Segundo Archibald (2014), a grande maioria das organizações, apesar de reconhecer a existência dos projetos, não adota melhores práticas em gerenciamento de projetos. Todavia, observa-se crescente preocupação e interesse na busca por aumentar a maturidade nessa área com vistas a melhorar as taxas de sucesso.

Kerzner (2001) afirma que a maturidade em gerenciamento de projetos representa características de definição, gerenciamento e otimização dos sistemas e processos com o objetivo de atingir o sucesso de maneira consistente e repetível nos projetos.

Maturidade: É o grau em que o Gerenciamento de Projetos é utilizado na organização.

Quanto maior a maturidade em GP da organização, mais consistentes são os resultados dos seus projetos, aumentando não apenas a taxa de sucesso individual dos mesmos mas também os benefícios e valor agregado dos projetos e portfólios para o negócio.

Em termos de benchmark, de acordo com pesquisa da PROFEO (2010), 85% das organizações se encontram em Nível 1 e Nível 2 de maturidade, utilizando o modelo P3M3®. A mesma pesquisa aponta que apenas 9% das organizações cumprem todos os requisitos do Nível 3 de maturidade. Finalmente, 4% das organizações estão no Nível 4 e apenas 2% das organizações estão no Nível 5.

Figura 1 – Taxa de sucesso dos projetos versus nível de maturidade (PwC, 2012)

Quanto maior o nível de maturidade, segundo estudo da PwC (2012), maior a taxa de sucesso dos projetos. A taxa de sucesso dos projetos e a efetividade do portfólio aumentam significativamente em relação aos Níveis 1 e 2. Muitas das organizações adotam práticas dos Níveis 4 e 5, embora não necessariamente precisem cumprir todos os requisitos desses níveis, dependendo do contexto, características e objetivos da organização.

Diagnóstico de Maturidade em Gerenciamento de Projetos

Como Avaliar e Aumentar a Maturidade em Gerenciamento de Projetos?

O primeiro passo é escolher um modelo de maturidade. A partir do modelo escolhido, aplicar os questionários e ferramentas para diagnóstico.

As pessoas que irão responder aos questionários devem saber que o foco não é testar seus conhecimentos, mas sim compreender em qual grau o gerenciamento de projetos é aplicado no dia-a-dia da organização. Outro ponto importante é que as respostas devem refletir a situação atual.

Um modelo de maturidade é aquele que aponta as trilhas já demarcadas pelas quais as organizações deveriam passar e os marcos que deveriam atingir sequencialmente, a ponto de perseguir o objetivo de resultados mais efetivos e previsíveis na gestão de seus projetos.

Cada modelo de maturidade terá seus próprios questionários e ferramentas. O conteúdo dos questionários e informações obtidos deverá ser analisado de acordo com o modelo. Com base na maturidade obtida, traçaremos um plano de ação de longo prazo e um plano de ação de curto prazo para o aumento da maturidade, atacando os pontos de melhoria identificados.

Modelos de Maturidade em Gerenciamento de Projetos

Os modelos de maturidade têm como objetivo avaliar o contexto e os processos de gerenciamento de portfólios, programas e projetos dentro da organização. Os resultados dessa avaliação servem para orientar estratégias e planos de ação para atingir e manter o nível de maturidade desejado.

Um modelo de maturidade pode ser entendido como uma estrutura conceitual, composta por processos bem estabelecidos, através dos quais uma organização desenvolve-se de modo sistêmico a fim de atingir um estado futuro desejado. A cada degrau alcançado nessa jornada, o modelo reconhece e sinaliza o amadurecimento progressivo da organização.

Existem vários modelos de maturidade, dentre os quais destacamos:

  • PMI OPM3 – Organizational Project Management Matutiry Model (PMI)
  • Kerzner PMMM – Kerzner’s Project Management Maturity Model (KERZNER)
  • Prado MMGP – Modelo de Maturidade em Gerenciamento de Projetos (PRADO)
  • P3M3 – Project, Programme and Portfolio Management Maturity Model (AXELOS)

Quer saber como aplicar esses modelos?

Fique ligado nos próximos posts com exemplos de aplicação!